Vice-prefeito de Tijucas não decidiu ainda, “mas não descarta” sair do PT

Vice-prefeito de Tijucas não decidiu ainda, “mas não descarta” sair do PT

Os mais diversos tipos de pressões que os líderes políticos estão passando por todo Brasil também são registradas em Tijucas. Na quarta-feira, dia 09 de Janeiro de 2019, o jornalista político Leonardo Nunes afirmou em seu blog que o atual vice-prefeito de Tijucas, Adalto Gomes, decidiu sair do PT-Partido dos Trabalhadores.

De acordo com a publicação, a fonte da informação é um amigo de Adalto Gomes afirmando que o vice-prefeito de Tijucas sairá do PT no próximo dia 25 de Janeiro para entrar no Patriota e concorrer à Prefeitura de Tijucas, em 2020. Em contato com o editor do site Os Dias, Gabriel Dias, o vice-prefeito de Tijucas foi categórico ao ser questionado sobre a suposta desfiliação do PT: “Não decidi ainda. Mas não descarto (a hipótese)”, respondeu Adalto Gomes.

No PT, Adalto Gomes edificou sua carreira política. Mesmo no momento da maior crise que os petistas enfrentaram, Adalto lutou politicamente e elevou a imagem da Esquerda em Tijucas, quando foi eleito vice-prefeito em Outubro de 2016, ao lado do prefeito Elói Rocha (PSD-55). Nas eleições para presidente do Brasil de 2018, o Partidos dos Trabalhadores conquistou em Tijucas, 2.053 votos no primeiro turno e 3.770 votos no segundo turno.

Atrás apenas do PSL, MDB e PSD, o PT mantém um dos maiores capitais políticos do Vale do Rio Tijucas.

PSB é o partido da vez

O PSB – Partido Socialista Brasileiro pode ser um dos partidos que o vice-prefeito de Tijucas será recebido de braços abertos. Segundo informações dos bastidores, durante a noite do réveillon 2017, dois grandes articuladores políticos catarinenses dialogaram sobre um assunto urgente da época: a saída de Adalto do PT para o PSB. O assunto foi conversado sem o conhecimento de Adalto.

O PSB é o partido que o ex-governador do Pernambuco, Eduardo Campos, concorreu ao cargo de presidente do Brasil, mas faleceu num trágico acidente aéreo um dia após dar entrevista no Jornal Nacional, da Rede Globo. Entre as fileiras do PSB, também está o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.

Topo