Eco-ônibus evidencia importância da preservação ambiental

Eco-ônibus evidencia importância da preservação ambiental

Estacionado em São João Batista desde a última segunda, o eco-ônibus do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) tem levado uma importante mensagem aos estudantes da cidade: cuidar bem do meio ambiente. Separação adequada do lixo e conscientização sobre os hábitos de consumo estão entre os tópicos abordados pelo projeto, trazido para o município em parceria com a secretaria de Educação e a Fundação do Meio Ambiente (Fumab).

O município e as escolas estão de parabéns. Os estudantes têm sido muito educados e participativos. É um trabalho que todo mundo tem a ganhar. Precisamos ter um olhar diferente para o ‘lixo’. Entender que lixo é luxo, desde que a gente saiba o que fazer com ele”, afirma a técnica em controle ambiental do IMA, Marinela Andrade Camboim, responsável por conduzir os encontros com os alunos.

A avaliação positiva é ratificada pelo engenheiro agrônomo Cícero Luís Brasil, analista ambiental da Coordenadoria de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis (Codam) do IMA, que participou das atividades na tarde desta quinta (08). “O que transforma a gente é a educação”, resume, destacando a continuidade do trabalho em conjunto com o município, que começou ainda com a Campanha Campo Limpo.

Itinerante, o veículo esteve na segunda na Escola Alice da Silva Gomes e, na terça, na Escola Professora Araci Dalcenter Espíndola. Desde quarta, está no Centro de Eventos, atendendo a turmas das escolas Patrício Teixeira Brasil e São João Batista. “É uma atividade muito importante para auxiliar na criação de uma consciência ambiental, em especial na questão de separação do lixo”, avalia a professora Mara Giacomozzi.

Secretária Municipal de Educação, Roseli Peixer Tomasini agradece a vinda do projeto, que atende a todo estado, para a Capital Catarinense do Calçado e projeta uma segunda edição para 2019, caso haja disponibilidade por parte do IMA. “Quem sabe ano que vem façamos algo maior, com a participação da comunidade, dentro da Semana do Meio Ambiente”, comenta Roseli.

Topo