Valor dos combustíveis em Tijucas são questionados por Esaú Bayer

Valor dos combustíveis em Tijucas são questionados por Esaú Bayer

Os valores dos combustíveis comercializados nos postos de Tijucas
são questionados pelo vereador Esaú Bayer-MDB.

Na noite da última segunda-feira, dia 10 de Dezembro, a diretora do PROCON de Tijucas foi citada na Câmara de Vereadores para responder algumas perguntas oficializadas pelo vereador Esaú Bayer. Nos questionamentos, Esaú Bayer e todos os vereadores querem saber:

  1. De quanto em quanto tempo o PROCON de Tijucas fiscaliza os postos de combustíveis da cidade?
  2. O valor do combustível em Tijucas está correto após os últimos reajustes?
  3. O preço do combustível em Tijucas é um dos mais caros da região. Se comparado com os valores das cidades vizinhas, a diferença chega a R$ 0,25 centavos. Por que essa diferença?
  4. Algum posto de combustível de Tijucas foi notificado pelo PROCON nos últimos dois anos por abuso no preço do combustível?
  5. O PROCON fiscaliza a verificação do valor pago pelos combustíveis nas notas fiscais pelos proprietários dos postos?

As perguntas do vereador Esaú Bayer devem gerar grandes movimentações em Tijucas nos próximos dias. As reclamações são inúmeras de moradores que trabalham fora de Tijucas e abastecem seus automóveis em outros municípios. Entre eles, o comentário “a gasolina está cara em Tijucas! Outras cidades já baixaram, mas em Tijucas ainda não!“, é unânime. Após questionado com veemência, o PROCON de Tijucas pode desencadear uma série de ações fiscalizatórias nos postos de combustíveis de Tijucas.

Segundo informações, a situação dos administradores de postos de combustíveis é, após os reajustes que afetaram também suas economias. O filho de um proprietário de um posto de combustível afirmou que em Tijucas dois postos já fecharam, um em Canelinha e garante que em breve, mais outro posto também encerrará suas atividades.

A iniciativa do vereador Esaú Bayer foi apreciada com louvor por todos os vereadores da Câmara Municipal de Tijucas.

IMAGEM: Rafael Spricigo

Topo