Saúde de Tijucas quer gastar R$ 16,3 mil em coffee break

Saúde de Tijucas quer gastar R$ 16,3 mil em coffee break

A Prefeitura de Tijucas decidiu gastar até R$ 16.372,50 (dezesseis mil, trezentos e setenta e dois reais e cinqüenta
centavos) dos cofres públicos com aqueles lanchinhos feitos durante reuniões e encontros, o famoso “coffee break“, da Secretaria de Saúde.

No rico “comis e bébis” pago com dinheiro público, a Saúde de Tijucas ostenta a vontade de servir verdadeiros banquetes. A Saúde de Tijucas pede vários tipos de lanches. Entre os pedidos, encontramos chocolate quente pronto, salgados assados, empadas (frango/palmito), esfirra (carne), mini pizza (molho de tomate, queijo, mussarela e calabresa), croissants (queijo e presunto), folhados (ricota com ervas, palmito, ricota com tomate seco, frango), pastelão (frango/palmito e legumes), empadão (frango/palmito e camarão), lasanha (quatro queijos,frango), torta fria (frango,atum), coxinha, risolis de carne e palmito, quibe, enroladinho de salsicha, torta de morango, nozes, ameixa com coco, sonho de valsa. Cucas de banana, bolos de cenoura com cobertura ou chocolate, guardanapos de papel branco e macio. Além disso, ainda pede marmita completa com dois tipos de proteínas, arroz, feijão, massa, legumes e farofa.

No coffee break ainda serão servidos chás, sucos naturais de laranja e maracujá, cafés com açúcar e leite quente em garrafas térmicas, refrigerantes de cola, guaraná, laranja e limão, mini sanduíches com pães de forma tradicional, sem casca, integral e mini pão francês, rechegados patê de frango, atum, queijos com ervas, ricota, creme cheese, mussarela, alface, rúcula, tomate, azeitona, salames, mortadela sem gordura, manteiga e margarinas.

Topo