Em SJB, médicas cubanas são convocadas para retornar a Cuba e UBSs ficam sem atendimento

Em SJB, médicas cubanas são convocadas para retornar a Cuba e UBSs ficam sem atendimento

Recomendação é que, em caso de necessidade, usuários das unidades de Ribanceira do Sul e do Carmelo se dirijam ao Posto de Saúde Central ou ao Hospital Municipal Monsenhor José Locks 

A Secretaria Municipal de Saúde de São João Batista informou que os postos da Ribanceira do Sul e do Carmelo estão temporariamente sem atendimento médico. Uma das profissionais foi convocada durante a madrugada desta terça (20) para retornar de imediato a Cuba, comunicando sua saída no princípio da manhã. E, a outra, por volta das 11h. A recomendação é que, em caso de necessidade, os usuários das unidades se dirijam ao Posto de Saúde Central ou ao Hospital Municipal Monsenhor José Locks.

Pedimos a compreensão da comunidade. Temos ainda mais uma médica cubana que a qualquer momento pode ser chamada. É uma circunstância que foge à nossa alçada. No entanto, estamos trabalhando para minimizar os prejuízos com o remanejamento dos recursos humanos que dispomos até que haja a substituição destes profissionais”, esclarece o secretário municipal de Saúde, Ademir José Rover.

Conforme ele explica, a situação afetará no total 3 dos 6 profissionais atualmente alocados em São João Batista pelo programa Mais Médicos, sendo que a outra médica em questão atende a unidade do bairro Jardim São Paulo. O município ainda conta com um quarto médico cubano, responsável pelas unidades do Fernandes e da Colônia Nova Itália. No entanto, ele é casado com uma brasileira e possui registro junto ao Conselho Federal de Medicina (CRM).

Topo