Tijucas terá grande penitenciária, confirma Jornal Razão

Tijucas terá grande penitenciária, confirma Jornal Razão

A situação da construção de uma grande penitenciária em Tijucas continua gerando grande polêmica em toda região. Na noite de quinta-feira, dia 11 de Outubro, o Jornal Razão afirmou que a Justiça autorizou a construção da Penitenciária Industrial de Tijucas.

A construção da Penitenciária Industrial está prevista para ser anexada ao Presídio Regional de Tijucas, localizado próximo do Rio Tijucas, na Itinga. A previsão é que abrigue aproximadamente 600 detentos, mas com as fortes possibilidades de superlotação, a população carcerária aumentará em até 2 mil presos. E quem ganhará com isso serão apenas os advogados de Tijucas e região.

Segundo o Jornal Razão, por volta das 20h desta quinta-feira, um informante entrou em contato com a reportagem relatando que os desembargadores do Pleno do Tribunal de Justiça teriam discutido e votado o recurso da Prefeitura de Tijucas, que não quer liberar a construção da Penitenciária Industrial. Uma audiência pública realizada por iniciativa dos vereadores Rudnei de Amorim e Juarez Soares chegou a lotar o Anfiteatro Leda Regina. “A expectativa das lideranças políticas regionais já estava voltada para este caminho e sabiam que a autorização para a liberação das licenças ambientais, como pretendia Raimundo Colombo, só sairia logo após o primeiro turno das eleições. O ex-governador acreditava que seria eleito para o Senado e que Pinho Moreira teria que assinar a ordem de serviço.”, publicou o Jornal Razão.

Ainda segundo a reportagem, integrantes do MDB (antigo PMDB) acreditam que se depender do atual governador Eduardo Pinho Moreira a ordem de serviço não sairá durante seu mandato, que termina dia 31 de Dezembro. A responsabilidade será do próximo governador de Santa Catarina. “É importante enfatizar que a decisão não foi oficialmente divulgada para a imprensa até o presente momento, mas o interessante é que a definição dessa situação ocorreu às vésperas do feriadão de Nossa Senhora Aparecida. Uma fonte do Tribunal de Justiça argumentou que situações como esta sempre são liberadas à imprensa após a publicação do Acórdão no Diário Oficial da Justiça, o que estaria previsto para segunda ou terça-feira.“, finalizou o JR.

Topo