Condenação de Lula é mantida

Condenação de Lula é mantida

Recurso do ex-presidente contra sentença imposta pelo juiz Sérgio Moro já foi rejeitado por dois votos na segunda instância em Porto Alegre. Pena do petista também foi aumentada para 12 anos.

Os desembargadores que analisaram o recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Porto Alegre decidiram nesta quarta-feira (24/01), manter a condenação imposta ao petista pelo juiz Sérgio Moro.

Dois desembargadores já votaram durante a análise no processo por corrupção e lavagem de dinheiro que envolve a propriedade de um tríplex no Guarujá (SP). Ainda resta a leitura de um voto, mas o placar já é suficiente para mostrar que a defesa de Lula foi rejeitada. Lula ainda teve a pena aumentada de nove anos e seis meses para 12 anos e um mês, conforme os dois votos.

Com a confirmação da condenação, a situação legal do ex-presidente se complica: ele fica mais perto de ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa e ser barrado nas eleições deste ano. Apesar disso, a situação do petista ainda deve ser objeto de longas batalhas judiciais neste ano. A própria execução da sentença de prisão também deve demorar. Os desembargadores ainda devem esperar o fim da análise de pedidos de efeito suspensivo feitos ao próprio TRF-4 para determinar o início do cumprimento da pena, conforme a decisão desta quarta-feira.

Topo