Histórias de Tijucas: o avião caído e atolado na Copalama

Histórias de Tijucas: o avião caído e atolado na Copalama

Historiadores e pesquisadores afirmam que o município de Tijucas é provavelmente palco da mais antiga história dos acidentes aéreos em Santa Catarina. Além disso, os fatos narrados abaixo são registros importantes do voo mais antigo que se tem conhecimento em Santa Catarina.

Conta a história que em 16 de setembro de 1919, um avião modelo SVA motor de 220HP conduzido pelo italiano tenente aviador Antonio Locatelli, oriundo de Santiago no Chile, fez escala em Buenos Aires e estava seguindo rota em direção ao Rio de Janeiro.

Quando – segundo notícias de jornais da época – sobrevoava Tijucas, Locatelli percebeu algo não funcionando bem na aeronave. Os ventos fortes do Sul obrigavam o piloto a realizar manobras que forçavam o motor do avião. Quando começou a perder força, Locatelli estava nas proximidades da Praia do Pontal Norte, a antiga Copalama. Não restou outra alternativa senão iniciar um pouso forçado num campo para realizar os devidos reparos na aeronave. Avistando o que parecia ser o local ideal, Locatelli estava quase tocando o solo quando percebeu que sobrevoava uma grande área banhada por lama próxima a praia de Tijucas.

Segundo historiadores, a aeronave colidiu com a lama profunda e capotou, danificando partes frágeis, inclusive hélices. Locatelli pulou do avião segundos antes, ficando atolado na lama com alguns arranhões. Na época o fato estremeu o cidade, pois acredita-se que a população só teria ouvido falar em aviões, mas nunca tinha visto algum. Surgiram até boatos, pois enquanto o tenente Locatelli estava manobrando, lutando contra o vento, algumas pessoas acreditaram que ele estava realizando acrobacias num exibicionismo desenfreado. Além disso, muitos moradores duvidam da existência de tal tecnologia dos céus.

Na época, um versinho sobre o incidente foi publicado no Jornal O Tijuquense:

O tenente Locateli
De Buenos Aires zarpou
E às 11 horas do dia
Em nosso estado chegou.

Bem encima da matriz
O aeroplano fez parada
Verificando as planícies
E o seu campo de pousada.

Na cidade de Tijucas
Eu queria só que visse
O povo pedir a deus
Que o aeroplano caísse.

Deus parece que ouviu
Este pedido fatal
Fez cair o aeroplano
Dentro dum tirirical.

(Fonte: Jornal O Tijuquense – 65)”

Locatelli em Santiago do Chile em Julho de 1919

Imagens: Reprodução / Arquivo

Topo